Ação de Formação Colóquio “Por uma Escola promotora do empreendedorismo e da criatividade”
Modalidade: Curso de Formação
Registo de Acreditação: CCPFC/ACC – 88274/16
Duração: 15 horas presenciais
N.º de Créditos: 0,6
Formadores: Vários
Destinatários: Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário
Local da Formação: Coimbra Business School | ISCAC – Quinta Agrícola (Bencanta, Coimbra)
Inscrições:
Os professores interessados em frequentar a ação de formação devem fazer a sua pré-inscrição em https://goo.gl/forms/4UnlNVBDzGp5q2OI3, entre as 12,00h do dia 11 e as 12,00h do dia 21 de outubro.
Os professores pré-inscritos serão contactados pelo CFAE Beira Mar, por ordem de inscrição, para concluírem o processo de formalização da sua inscrição, processo esse que implica o envio da ficha-inscricao-081617pd, acompanhada de cópia do BI ou do CC entre os dias 24 e 28 de outubro, para o endereço eletrónico geral.cfaebeiramar@gmail.com ou a entrega direta no CFAE Beira Mar, com indicação do Agrupamento de Escolas/Escola Não Agrupada e do grupo de recrutamento / disciplinas que leciona.
A confirmação das inscrições será feita pelo CFAE Beira Mar no dia 2 de novembro.
Nota: Uma vez que esta Ação é uma parceria dos CFAE do distrito de Coimbra com a CIM Região de Coimbra e se articula com o Colóquio “Empreendedorismo e Criatividade na região de Coimbra”, o CFAE Beira Mar tem 25 vagas disponíveis.
Critérios de seleção dos formandos:
1. Docentes de Unidades Orgânicas associadas do CFAE Beira Mar;
2. Docentes de Unidades Orgânicas não associadas do CFAE Beira Mar;
3. Ordem de inscrição.
Calendarização e Conteúdos:
coloquio-programa
Razões justificativas:
Esta ação de formação de professores visa promover a aquisição de novas competências pedagógicas, transferíveis para a sua prática diária de professores de qualquer domínio científico. Esta ação tem como objetivo documentar as boas práticas no âmbito da promoção da criatividade e do empreendedorismo em ambiente escolar. Pretende-se que este momento formativo permita refletir sobre estas questões. É também finalidade deste colóquio apresentar um conjunto de exemplos reais de projetos que tenham sido desenvolvidos neste âmbito e que poderão inspirar e motivar os professores a reproduzir estas iniciativas.
Deste modo, este colóquio pretende:
– Apresentar qual o papel da criatividade e do empreendedorismo no contexto escolar atual;
– Debater métodos e técnicas promotoras de uma escola mais criativa e promotora do espírito empreendedor;
– Partilhar um conjunto de iniciativas e projetos que sejam o reflexo do que de melhor se faz em Portugal, neste âmbito;
– Identificar experiências reais de alguns territórios e comunidades educativas que têm desenvolvido estas práticas;
– Discutir práticas e estratégias pedagógicas, que sejam mais motivantes para professores e alunos;
– Potenciar a criação de ideias e projetos diferenciadores nos territórios.
Do ponto de vista do Centro de Formação, a proposta para acreditação desta iniciativa de formação visa proporcionar aos docentes não só as competências indicadas, com reflexo nas práticas pedagógicas, mas também, na expectativa do seu impacto na comunidade educativa que poderá com este momento formativo ter acesso a um conhecimento útil e experiências relevantes nesta área particular.
Objetivos:
– Sensibilizar os formandos para a importância da criatividade e do espírito empreendedor no contexto atual;
– Refletir sobre práticas pedagógicas que fomentem e promovam o desenvolvimento da criatividade e do espírito empreendedor nas escolas;
– Potenciar a criatividade nas práticas pedagógicas docentes;
– Incentivar à criação de projetos diferenciadores e potenciadores de criatividade;
– Motivar os docentes para práticas pedagógicas diferenciadoras.
As competências a desenvolver são:
– Espírito Empreendedor;
– Criatividade;
– Inovação;
– Autonomia;
– Responsabilidade;
– Proatividade;
– Capacidade de tomar decisões;
– Aplicação dos conhecimentos adquiridos aos contextos pessoais e/ou profissionais.
Metodologia de realização da ação:
Esta ação de formação engloba diversas metodologias e será organizada em 4 sessões com duração final de 15 horas.
O(s) formador(es), no início da primeira sessão, apresentarão os objetivos, metodologias, instrumentos e critérios de avaliação.
Condições de frequência da ação:
Frequência de um mínimo de 2/3 das horas de formação, para a obtenção de um certificado de frequência e avaliação.