Destinatários:
Docentes dos 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico e Não docentes

Contextualização:
Estudos apontam que educadores e docentes influenciam as aprendizagens de crianças e jovens em várias temáticas complementares à aprendizagem académica.
Programas ou projetos desenhados “com e para” toda a comunidade educativa, numa perspetiva holística, revelaram-se estratégias mais efetivas na promoção da saúde das crianças, jovens e adultos.
No projeto da Saúde Escolar da USP Mira, em parceria com o PES, está prevista a colaboração da comunidade educativa, de modo mais ativo, na área dos Comportamentos Aditivos.
O PNSE (Plano Nacional de Saúde Escolar), menciona que a prevenção do consumo de tabaco, bebidas alcoólicas e outras substâncias psicoativas, bem como a promoção de comportamentos aditivos sem substância, em meio escolar, deve ser global, envolver toda a comunidade educativa, promover relações positivas e um clima de escola favorável.
Fatores vários influenciam o potencial de consumo de substâncias psicoativas e de comportamentos aditivos, pelo que a prevenção do consumo de álcool, tabaco e substâncias psicoativas e a identificação dos riscos associados faz parte dos programas escolares, mas é crucial debater causas, consequências e desmistificar falsos conceitos.
Na apresentação dos projetos à Escola foi referida a necessidade de formação aos professores para reforço e a atualização de competências científicas e pedagógico-didáticas do pessoal docente.

Objetivos:
• Promoção da saúde e prevenção ou redução de hábitos tabágicos e alcoólicos na comunidade educativa, através da sua capacitação e empoderamento para tomadas de decisão conscientes e responsáveis.
• Promoção de um ambiente escolar seguro, de suporte e protetor, respeitando os princípios da confidencialidade, de modo a que a comunidade educativa se sinta confiante para discutir e para solicitar apoio face às necessidades sentidas;
• Consciencialização de que alguns fatores de proteção e de risco têm impacto nos resultados a nível da saúde e da educação e que influenciam as escolhas a nível pessoal e do grupo;
• Sensibilização dos docentes para uma metodologia de projeto conjunta, capacitando-os para a implementação deste modelo em meio escolar;
• Capacitação dos docentes para ser, juntamente com a equipa de Saúde Escolar, essencialmente recurso de suporte a escolhas, a nível pessoal e do grupo e facilitadores de aprendizagens e de tomada de decisão referentes ao potencial de saúde.

Conteúdos:
No projeto In ̴Dependências serão abordados:
– Promoção de estilos de vida saudáveis e prevenção ou redução de consumos tabágicos e alcoólicos na Comunidade Educativa;
– Capacitação/empoderamento dos sujeitos no sentido de aumentar a sua literacia em relação à problemática do tabagismo e do alcoolismo.

Calendarização:
Dia 22 de novembro, das 15,00h às 18,00h (3 horas)

Local:
Agrupamento de Escolas de Mira

Formadoras:
Mestre Mariline Ribeiro
Enfermeira Paula Castelhano

Inscrições:
https://goo.gl/forms/zFFC83CYmmlvTFQ52